Como investir em moedas virtuais

Nos últimos anos vem crescendo cada vez mais o número de brasileiros interessados em saber como investir melhor o seu dinheiro, e assim ter um lucro maior sobre suas aplicações. Uma dessas alternativas, para obter um maior lucro sobre os investimentos, é a escolha de aplicar em criptomoedas, ou moedas virtuais, a busca por como investir em moedas virtuais vem ganhando grande destaque nos navegadores de busca e nos noticiários, infelizmente por motivos negativos.

Quais são os riscos de investir em moedas virtuais

A pessoa que busca como investir em moedas virtuais, precisa considerar acima de tudo dois riscos, o da moeda escolhida não se valorizar, e ela perder o dinheiro que aplicou, e o da corretora responsável pela distribuição da moeda declarar falência, nos dois casos ela terá um grande prejuízo.

Quando investimos em Renda Fixa, poupança, CDB, LCI, temos a segurança de que se a instituição financeira, banco, corretora “quebrar” teremos nosso dinheiro de volta, garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), já nos casos de investimentos feitos em moedas virtuais não temos essa garantia, isso porque criptomoedas ainda não é um investimento licenciado.

Em resumo, se a moeda desvalorizar ou a corretora declarar falência, perdemos todo o dinheiro investido nela.

Como funciona investir em moedas virtuais

Antes de aprender como investir em moedas virtuais, é preciso entender o que é (considere também fazer um curso de opções binárias). Uma criptomoeda é uma moeda digital criada a partir de um programa de computador, um código, e ela só pode ser usada no meio digital, na internet. Quando investimos em uma determinada moeda virtual, é como se estivéssemos comprando dólar ou euro, estamos apostando que ela vai se valorizar no futuro, e então poderemos vendê-la e adquirir um lucro sobre ela, por serem códigos digitais só podem ser usadas para fazer compras ou trocas na internet.

Ao adquirirmos uma moeda virtual, ganhamos alguns códigos numéricos cada código corresponde a uma unidade da moeda, que se perdemos ou danificarem ela deixa de existir.

Como investir em moedas virtuais da maneira correta

Como já foi dito, os principais riscos de investir em moedas virtuais são, a moeda não valorizar, a empresa responsável por ela falir, e ainda temos que nos preocupar com as empresas fachadas, que se passam por corretoras sérias e roubam nosso dinheiro e depois desaparecem.

Dessa forma para minimizar os riscos é importante checar o CNPJ da corretora, de quem queremos comprar nossas moedas virtuais, isso é importante para saber se ela não é uma empresa fictícia, também é preciso checar a reputação dela na internet.

Após checar os antecedentes da corretora, é necessário escolher uma criptomoeda, uma que tenha grande potencial de crescimento, e que seja desenvolvida por uma empresa de renome no mercado.

Como se prevenir de riscos ao investir em moedas virtuais

Atualmente existe uma infinidade de moedas virtuais no mercado, e para evitar possíveis perdas de dinheiro, sendo vítimas de golpistas ou escolhendo uma moeda que desvalorize ao longo do tempo, é necessário se atentar a alguns fatores:

  • Total de unidades: o mercado de moedas virtuais funcionam conforme a lei de oferta e procura, se uma moeda é lançada no mercado com muitas unidades, as chances dela se valorizar é muito pequena, uma vez que há muitas unidades para pouca procura.
  • Local: as chances de valorização de uma criptomoeda aumenta, se ela puder ser aceita em diversos lugares, porque assim a procura por ela será maior.
  • Confiabilidade: é muito importante que a moeda virtual seja desenvolvida por uma empresa que tenha credibilidade no mercado, do contrário ninguém se sentirá seguro em comprá-la de você.

E você? Já começou a investir em moedas virtuais? Deixe nos comentários a sua experiência.

Mostrar comentários

Nenhum comentário

Deixe um comentário